Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram. Hebreus 13:9

Assembléia de Deus
Sede - Maringá / Paraná)

Notícias

15/08/2009 / Notícias

A conduta da mulher cristã no lar

Marilene Salviano de Oliveira Jornal A Paz do Senhor

Imagem
A imagem da mulher que exerce a ocupação "do lar" é de alguém vestido de avental com a vassoura na mão, cansada, fadigada, sempre à beira do fogão, rodeada por seus filhos  à espera do marido para servilo como esposa. No mundo pós-moderno, a maioria das mulheres trabalha em dupla ou tripla jornada: concilia trabalho fora do lar, estudos e a responsabilidade doméstica, ou seja,  limpar, lavar, cozinhar, cuidar de sua casa para que os filhos e o marido tenham confor o. Mas existem aquelas que se envergonham de dizer que a sua profissão é "do lar".

A palavra "lar" vem do latim e se refere à lareira. Para que serve uma lareira? Logicamente, é para aquecer uma casa, onde se tem uma temperatura muito baixa e um frio muito intenso. Proporciona calor ao ambiente e a sensação de aconchego e descanso aos seus ocupantes. De acordo com alguns estudiosos, a origem do termo se deve aos romanos. Eles tinham muitos deuses ou ídolos domésticos, que eram coloca dos em cima das lareiras como objeto de adoração.

Lareira Fazendo um paralelo com as figuras "lareira" e "ídolo", obteremos uma compreensão sobre a conduta da mulher cristã dentro do lar. Em Provérbios 31, o sábio rei Salomão nos ensina princípios fundamentais à prática da vida cristã e ao relacionamento diário com Deus no lar. Ele relaciona o temor ao Senhor como princípio básico para ela ser louvada e frutífera em sua missão de esposa e mãe. A sua conduta dentro de seu lar é expressa no contexto por suas qualidades como virtuosa, empreendedora, ajudadora e administradora. Enfim, uma esposa equilibrada, educada, guerreira, de bom gosto, sábia, bondosa, chamada por seus filhos como uma mãe feliz e honrada pelo seu marido como uma rainha.

Vínculos do amor

A mulher que teme ao Senhor pode ser comparada a uma lareira, que traz calor e aconchego aos que vivem no lar, ao mesmo tempo em que fortalece vínculos do amor. Mulheres, sejamos como a árvore, a fim de produzirmos bons frutos no desempenho da nossa missão, onde quer que estejamos inseridas. Não importa a nossa qualificação secular, se "do lar" ou outra profissão, que possamos agir no temor do Senhor!

"MAS A MULHER QUE TEME AO SENHOR, ESSA SERÁ LOUVADA. DAI-LHE DO FRUTO DAS SUAS MÃOS, E LOUVEM-NA NAS PORTAS AS SUAS OBRAS" (PV. 31.30B-31)

© Assembléia de Deus de Maringá. Todos os direitos reservados.
Google+